Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BUSSACO

PROPRIA DOMUS OMNIUM OPTIMA

BUSSACO

PROPRIA DOMUS OMNIUM OPTIMA

08
Set14

CAMINHADA

Peter

 

Para caminhar , numa noite de breu, se o tempo

ajudar...desde Stº António do Cântaro.

Para quem não sabe...do Cântaro ,porque ali havia

sempre um cântaro de àgua para matar a sede 

aos caminheiros na antiga estrada real 

Coimbra Viseu.

 

A Night Walk

204 Years of Bussaco  battle between the 

anglo-portuguese army and Massena,

Napoleon's  marshal

 

 

 

 

07
Nov11

O FIM DO VALE DOS FETOS

Peter

 

Três Fetos Arbórios secos e completamente mortos

em Vale dos Fetos, uma jóia do Buçaco.

No local, contamos dezoito nestas condições

e mais alguns a caminho dum fim rápido.

De resto, o conjunto está  num abandono total.

Depois dos azevinhos, os fetos !!!!

Tanta irresponsabilidade é demais !!!!!

 

No Pinhal do Marquês cortaram as àrvores seculares

para venda de lenha e deram lugar á infestação de

acácias que se vê na imagem. Por toda esta encosta da

Mata a acácia reina impunemente!!!!

È mais um infestante na Mata!!!!

Na Fonte Fria, um novo modelo de banco de tampo

invisivel, banco tipo Afundação, enquanto do outro

lado  mais um Feto arbório caminha para a morte.

O cisne, curioso, espreita o banco vazio.

                                                                                         

Enquanto isto  e outras barbaridades se

constatam, de forma mais subtil a Câmara da

 Mealhada tem abertos quatro concursos para

técnicos superioresde Engenharia Florestal,

Engenharia civil,Arquitetura e Comunicação Social ,

acautelando  desta forma a hipotese de

encerramento da Fundação com a colocação

da família politica nos quadrosda Câmara.

 

27
Nov10

BUÇACO-CASA DOS ARCOS

Peter

                                                                                                    

 A 29 de Junho de 1628 , chegaram ao Luso os primeiros

construtores do Convento do Bussaco,

Tomas de S. Cirilo, João Batista e Alberto da Virgem.

Instalaram-se na chamada Casa do Arcos.

Aqui está uma fotografia da dita casa, onde  viveram

e rezaram missa e donde partiram diariamente

para o centro da Mata  para iniciar as obras.

06
Nov10

Stº ANTÓNIO MILITAR

Peter

                                                                                       

Alistado no exército por alvará de Afonso VI o Santo 

assentou praça como soldado raso no Regimento

de Infantaria de Lagos mercê das  bençãos recebidas

pelos  portugueses duranta a  Guerra da Restauração.

D. Pedro II  promove-o  a capitão com o respectivo soldo 

e em 1777 aparece já com o posto de major.

Finalmente  por alvará  do Regente D. João assinado

no Rio de Janeiro em 1807 foi promovido ao posto

de Tenente Coronel que ainda mantem.

Participou na Guerra Pninsular com denodo e valentia

incorporado no regimento de Infantaria 19 de Cascais

e por isso lhe foi atribuida a Medalha Cruz da Guerra Peninsular .

Também no Brasil o Santo esteve presente .

Assentou praça nas milicias luso brasileiras e  participou

nas lutas  do Quilombo dos Palmares ao serviço da Capitania

de Pernambuco e ainda na capitania do Rio de Janeiro

na expulsão do pirata francês Jean François Duclerc.

O soldo que recebeu foi sempre gasto  na ajuda e apoio a

soldados doentes.

Hoje, a sua imagem pode ser observada,

ou adorada, na Capela de Nª Srª da Vitória nas Almas do

Encarnadouro,no Buçaco, aquela que ao tempo das invasões

serviu de hospital de sangue. 

07
Out10

27 de SETEMBRO

Peter

 Bateria de artilharia ( foto gentilmente cedida por Carlos Ferraz)

 

Com a presença do Presidente da Republica comemorou-se

no dia 27 de Setembro o segundo Centenário da Batalha do Buçaco.

Das recriações  levadas a efeito, um testemunho.

 

 

  Disparar  ( foto cedida gentilmente por Carlos ferraz)

Outro aspecto da reconstitução levada a efeito

 no local da batalha.

 

O melhor documentário , (de frente e de tráz)

com uma vénia á Escola Secundária da Mealhada .

VER : 

 

23
Set10

SEGUNDO CENTENÁRIO

Peter

 

            

            200 ANOS DEPOIS

 

Passam no dia 27 de Setembro

200 sobre a Batalha do Bussaco,

uma fase importante da Guerra Peninsular.

Embora  esta batalha só tenha sido validada

após a vitória definitiva de Waterloo e durante

a construção do mito de Wellington, 

que a regista no seu túmulo na Catedral

de S. Paulo, em Londres.

Seja considerada batalha ou escaramuça,

veio a  ser uma referência importante no

contexto das invasões e foi sem dúvida

um momento dificil da história pátria

e das populações que a sofreram.

A lembrança dos acontecimentos duzentos

anos após ,ainda que  limitados a um episódio 

da europa actual deveriam ser pois

um momento de reflexão

sobre o todo que somos e menos manisfestação

de exaltações exacerbadas ou de  patriotismo

serôdio que faze parte da prateleira da história.

 

(ver ,onde foi a batalha  em  http://bucaco.blogs.sapo.pt/

             http://bucaco.blogs.sapo.pt/ )

  

Mais sobre mim

foto do autor

VISITAS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D