Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BUSSACO

PROPRIA DOMUS OMNIUM OPTIMA

BUSSACO

PROPRIA DOMUS OMNIUM OPTIMA

11
Dez12

A MORTE DOS FETOS

Peter

 

Gostava de dizer maravilhas do Buçaco, a minha terra, mas não

posso. Tenho pena. Em dezenas de anos de vida que já levo

nunca vi a Mata tão maltratada.

Nesta fotografia  vê-se um feto morto e o coberto da floresta

destruído. Este é o trabalho  da Fundação asilo que gere (?)

o espaço.Vendendo  sapos e morcegos a voar por aí á lua

ou fazendo churrascadas nas Portas de Coimbra

Muita gente neste país  paga para esta outra gente ocupar sem  

habilitações nem concursos  lugares donde auferem ordenados

milionários para isto. Cinco mil euros mês, não sabem

portugueses? Há muita gente que passa fome  para estes outros

brincarem.Brincarem com todos nós.

Só quem não conheceu nem conhece  a floresta pode dizer

que está bem.As fundações politicas , não só esta, são um cancro

deste país e um sustento para desempregados partidários,

á espera de nova colocação. Não servem para mais nada .

 

Outro feto sêco no lago de Vale dos Fetos. Um Vale onde corre

uma ribeira  cujas margens vão caindo aos poucos em ruina.

O cedro de S. José, o mais antigo da Mata continua  em risco de

se abater com o gigantismo do seu tronco e dos seus anos sobre

a vegetação. Mostrei aqui há um mês em fotografia.

Continua na mesma situação.



A ribeira, cá está, ruindo, abandonada á intempérie , aos

elementos da natureza sem manutenção.

Entreguem a Floresta ao Ministério da Agricultura, a quem

sabe o que está a fazer.  A Mata do Buçaco é  do Estado,

é um património nacional, um património de todos. É nesse

sentido que deve ser mantida e preservada. Só o Estado deve

responder por esse bem . A quem pedir responsabilidades

amanhã ? 

Destrui-la é um crime! 

Mais sobre mim

foto do autor

VISITAS

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D